Postagens

Você sabe o que são os bunkers?

Imagem
São abrigos subterrâneos fortificados, feitos para resistirem a projéteis de guerra. Um bunker muito conhecido na Segunda Guerra Mundial foi o de Adolf Hitler na Alemanha e mais atual de Saddam Hussein no Iraque, construído no subsolo do palácio presidencial. Esses redutos se popularizaram nos Estados Unidos durante a Guerra Fria.
  Recentemente o presidente norte-americano Donald Trump passou quase uma hora escondido em um bunker localizado no subsolo da sede do governo, projetado para emergências como atos terroristas, devido a protestos de manifestantes, leia mais.
  Atualmente muitos bunkers estão sendo construídos pelo mundo para diversas funções, como para a proteção contra tornados e furacões. Algumas pessoas esperam o fim do mundo, outras se preparam para as mudanças climáticas e algumas já se utilizam dessa tecnologia para se protegerem da recente pandemia do novo coronavírus. Eles são construídos para manterem seus ocupantes a salvo do que esteja acontecendo na superfície…

Produção de Energias Limpas

Imagem
Conforme descrito no artigo anterior (Economia 4.0 e tendências de mercado) há a necessidade de se investir em setores que produzam de forma menos impactante o meio ambiente, principalmente na obtenção de energias limpas, em substituição às fontes originadas do petróleo.
   As energias renováveis e não poluentes são fontes alternativas que crescem no cenário econômico mundial. Com o aumento da demanda por energia e das evidências de mudanças climáticas, muitos países buscam alternativas e investem em pesquisas e desenvolvimento de novas tecnologias de produção. No Brasil a matriz energética é composta na sua maioria por produção hidroelétrica, seguida de termoelétrica (gás, carvão mineral, biomassa e nuclear), eólica e solar. As cinco fontes mais limpas de produção de energia são: solar, que consiste no aproveitamento dos raios solares sendo uma das formas menos nocivas ao meio ambiente; a eólica, produzida pela força do vento e considerada a fonte mais limpa; a biomassa,  provenien…

Economia 4.0 e tendências de mercado

Imagem
Neste tipo de economia o real e o digital se misturam, alinhando-se à tecnologias disruptivas (saiba mais em Runrun.it). O mundo vive a quarta revolução industrial conhecida como indústria 4.0. A primeira veio com a máquina à vapor, a segunda com a eletricidade, a terceira com a automação e a última com as novas tecnologias, como robótica, novos materiais (por exemplo o plástico), armazenamento de energia e big data. Todas elas moldaram a economia e não será diferente agora. As empresas tecnológicas estão cada vez mais ganhando mercado no lugar das tradicionais empresas de consumo e os impactos podem ser sentidos para aquelas que não estão preparadas. Para terem competitividade necessitam ter alguns elementos-chave, como impacto abrangente na sociedade com acesso a novos consumidores, estratégia a longo prazo alicerçada na sustentabilidade, talento para gerenciar as informações e as ferramentas e a aplicação de novas tecnologias nos modelos de negócios.

   Apenas com a eficiência no …

Como será o mundo pós Covid-19?

Imagem
Depende de como agiremos daqui para a frente! Mas será que é tão simples assim?
   Outras pandemias já assolaram as civilizações em períodos remotos e, possivelmente, novas ainda irão surgir. Uma das mais antigas epidemias atingiu a China há 5.000 anos atrás. Posteriormente, a pandemia mais conhecida foi a peste negra, depois vieram a praga russa, a grande praga de Londres, cólera, pandemia de gripe (vírus influenza), gripe espanhola, AIDS e, mais recentemente, gripe suína (H1N1), ebola, Zica vírus e SARS, entre outras. (Confira as 10 piores epidemias e Pandemias da historia)

  Ocorre que as pandemias estão estritamente ligadas às condições ambientais. Como neste caso, em que o efeito das providências tomadas em virtude da Covid-19, como a paralisação das indústrias e dos deslocamentos, pode estar contribuindo mais para salvar vidas pela prevenção da poluição, do que pela própria ausência do vírus. Pelo menos é o que está ocorrendo na China, onde os níveis de poluição do ar normalmente …

Governança para a Sustentabilidade

Imagem
A transição para um mundo sustentável é um processo de mudança que demanda a integração de diferentes formas e naturezas, do global ao regional, das formas de produção e organização das atividades humanas, das regras, valores, leis, comportamentos e formas de viver. São muitos os agentes que participam desse processo. É importante saber qual é o papel das instituições e como elas se organizam para atingir uma dinâmica que nos levem a economia circular. Assista o VÍDEO sobre o assunto.
   Para compreendermos melhor o que é governança podemos citar a corporativa, que é um sistema composto por processos, condutas, costumes e políticas a partir do qual uma instituição é administrada e monitorada. O sistema também engloba o alinhamento dos interesses dos parceiros e por isto as práticas da governança corporativa não devem buscar o lucro a qualquer custo, mas sim satisfazer todas as partes interessadas no negócio. Essas partes são os gestores, colaboradores, fornecedores, investidores, cr…

As novas tecnologias a as reais necessidades

Imagem
O mundo atual desenvolve a cada dia novas tecnologias que prometem melhorar a qualidade de vida das pessoas, resignificar as necessidades e criar tendências inovadores. Na realidade, apesar da disponibilidade das novas tecnologias, muitas vezes falta ainda acessibilidade a elas. Ou então elas não atendem as necessidades biológicas mais básicas. Outras, porém, impactam positivamente os cidadãos e trazem benefícios sociais, econômicos e ambientais. Espera-se que se tenha uma conexão entre as reais demandas e a progressão de novas invenções.
   O mercado cria suas próprias demandas e a ciência desenvolve os produtos nas diferentes áreas, desde a agricultura e medicina até a robótica e nanotecnologia. Algumas tecnologias foram capazes de mudar a vida das pessoas, como as impressoras 3D, a edição dos genes humanos, o estoque e a produção de energia solar, processos menos onerosos de dessalinização e a internet das coisas (VEJA AQUI), enquanto outras não surtem efeito algum no dia-a-dia d…

Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL)

Imagem
O Mecanismo de Desenvolvimento Limpo é um instrumento implementado pelo Protocolo  de Quioto para ajudar no processo de redução da emissão dos gases de efeito estufa (GEE) e serve para auxiliar os processos de sequestro de carbono da atmosfera. O objetivo do MDL é auxiliar os projetos dos países em desenvolvimento a alcançarem suas metas de desenvolvimento sustentável estabelecidas no protocolo.
  Os projetos de MDL podem ser baseados em diversas áreas, sendo as mais representativas de inovação energética (energia limpa e renovável), reflorestamento, elevação da eficiência produtiva, redução de resíduos entre outras. Clique em VERDE GHAIA para ver a lista de setores que podem receber projetos de MDL.
   Precisam ser realizados de acordo com as metodologias aprovadas por Entidades Operacionais Designadas (EODs) e serem registrados e validados pelo conselho executivo. Uma metodologia aceita nos projetos é a ISO 14001, mas segundo a Imaflora outras metodologias podem ser utilizadas, com…